O amor de Quentin Tarantino

(Fonte: www.tumblr.com)

     Pulp Fiction, Bastardos Inglórios, Kill Bill...O que eles têm em comum? Claro, o genial Quentin Tarantino. O cara que trabalhava em uma locadora de filmes e acabou se tornando um dos diretores mais marcantes da história do cinema. Além de diretor, em seu currículo podemos incluir a função de roterista, produtor e ator (sim, ele também faz participações em seus filmes haha).
     Mas qual o diferencial dele? Bom, a originalidade, ela é que compõe todo esse "Tarantino Style". Está muito enganado quem pensa que os filmes de Tarantino se resumem a cenas sangrentas. Além da forte presença de violência e vingança nos filmes, a referência que o roteirista faz a subgêneros do cinema (em Jackie Brown, por exemplo), suas famosas trilhas sonoras, os figurinos únicos (como a roupa de Beatrix Kiddo, de Kill Bill vol.1), as filmagens com ângulos que dão foco aos mínimos detalhes (amo aquela cena do capítulo 1 de Kill Bill de Beatrix e Vernita Green vistas de cima entrando na cozinha haha), além de sua marca registrada que é a famosa introdução com a trilha sonora e a frase "a film by Quentin Tarantino", e ainda, os capítulos marcados durante o filme, que dão o toque do diretor aos filmes.
     Eu tenho o meu preferido, que com certeza é "Bastardos Inglórios", onde Tarantino, que é judeu, faz desta vez com que a vingança do filme seja a dele mesmo, que se vinga dos nazistas com sua criatividade haha. Já o que não me agradou muito foi "Os Oito Odiados", o último filme dele. Eu esperava mais por ser outro filme do diretor, porém acabou ficando muito monótono e cansativo... mas de jeito nenhum isso diminui o nível do trabalho dele, Quentin Tarantino sempre será QUENTIN TARANTINO!

Fonte: (https://www.nyfa.edu/student-resources/quentin-tarantino/)

"Sempre pensei que o cinema foi inventado para mostrar gente se matando e se beijando." 
  - Quentin Tarantino
Texto escrito por Gabriela Fonseca

Comentários

Postagens mais visitadas